O “Livro Branco”

by escrever como?

A busca da originalidade de cada um, como medida do génio, torna-se obsessão, mercado. E fetiche para o grande público. Até ao culminar da edição do “Livro Branco”: livro de capa mole, com dezenas de folhas em branco, vendido até nas boas livrarias. Supostamente, para que o seu comprador escreva nele, manualmente, o que bem entenda e depois possa arrumá-lo na estante, com a mesma dignidade dos outros livros vizinhos. Ou que o original autor possa passeá-lo pela rua, nos cafés e esplanadas, orgulhosamente.

Originalidades dum tempo anterior ao ms-word.

chickencheshire

Anúncios